O medo não é só a palavra,

O medo é o sentimento, o medo é o que paralisa o medo é o parasita.

O medo é objeto de estudo e análise da sua própria história e trajetória.

O medo é o que você deixou de ser.

O medo é importante para o nosso crescimento, para se saber quem é, pois, o medo não é somente uma parte sua, o medo é você inteiro, as sensações são completas.

Como um arqueólogo com cuidado, escavando delicadamente diferentes locais do solo em busca de vida, de partes importantes da memória de uma civilização para que possa assim contar sua história.

Você é seu próprio arqueólogo, em busca de seus pedaços inteiros.

Estes objetos devem ser tratados com cuidado e amor, eles são frágeis, são descobertas que estarão sempre expostas para nós, artefactos de orgulho.

Ame seu medo e ele será mais um motivo para você se amar ainda mais.

Artist I Creative Producer. Sometimes in Portuguese sometimes in English @adrianavernalha