encontrei poemas antigos

eu via os olhos

eu via as bocas

eu via os sorrisos

os corações

veias saltadas

e solidões

17.03.15

A correnteza nos levou

para um mar de incertezas

quando percebo o que sou

sinto amor e às vezes tristeza

coleciono sensações

no album da natureza

abandono os pensamentos

junto ao vento das lembranças

17.03.15

cansei de pessoas

cansei das simpatias

de todo esse modo mentira

vivo plena, vivo sozinha

a paixão dos meus gatos

minha melhor companhia

17.03.15

A lua no céu

como o abajur na cabeceira

é o olho noturno

que plana na escuridão

de uma esfera que brilha

à noite nos corações

17.03.15

procura de noite

procuro de dia

qualquer que seja

resquícios de alegria

encontro diversos

me encontro nos versos

17.03.15

--

--

A Human Exploring Her Creative Nature. Sometimes in Portuguese Sometimes in English @adrianavernalha

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Adriana Vernalha

A Human Exploring Her Creative Nature. Sometimes in Portuguese Sometimes in English @adrianavernalha